Há um mistério no Laboratório Clarendon da Universidade de Oxford. Um sino no laboratório toca há mais de 175 anos e ninguém sabe bem por quê.

O sino, que alguns chamam de Oxford Electric Bell, toca desde 1840. Bem – “tocar” é uma palavra forte. O sino é “praticamente inaudível” e ainda mais difícil de ouvir, porque é mantido em uma caixa de vidro protetora.

De acordo com a universidade, o sino, que é alimentado por uma bateria que parece não parar de funcionar nunca, tocou aproximadamente 10 bilhões de vezes. O mistério é: como durou tanto tempo?

Aqui está o que sabemos: a mesma bateria tem alimentado a campainha todos esses anos, mas os pesquisadores quase certamente estragariam sua tendência se a abrissem para descobrir o que está acontecendo lá dentro.

Esta bateria é o que é chamado de “pilha seca”, que foi um dos primeiros tipos de baterias elétricas. Elas funcionam usando discos alternados de prata, zinco e enxofre, além de outros materiais, para gerar eletricidade. (Quando as pessoas ainda estavam descobrindo a pilha seca, também experimentaram com materiais orgânicos, como fatias de rabanete e beterraba.)

O Guinness Book of World Records já o classificou como a “bateria mais durável do mundo”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.