Helicóptero H130

Os aviões voam porque suas asas são curvadas na parte superior e planas no fundo, permitindo que eles aproveitem o Princípio de Bernoulli. Com velocidade, o ar que passa sobre a asa é menos denso do que o ar embaixo. Helicópteros possuem lâminas de rotor que também criam elevação. À medida que as lâminas giram, elas movem o ar. O ar menos denso passa sobre as lâminas com um ar mais denso passando debaixo dela.

Dizem que isso parece simples, mas é muito mais complicado, porque enquanto os aviões se elevam naturalmente, movendo-se pelo ar, os helicópteros devem gerá-lo constantemente. É assim que eles podem decolar e pousar verticalmente, e também voar para trás, para os lados, e deslizar no lugar. Mas eles não podem deslizar se algo der errado; não são aerodinâmicos como os aviões. Se perderem poder, caem como uma pedra. Helicópteros voam pela pura força bruta, o que é realmente incrível, mas dá-lhes alguns limites.

VEJA TAMBÉM: Novo vídeo mostra empresa em Dubai testando o primeiro serviço de táxis voadores do mundo
Os aviões podem voar de cabeça para baixo. A asa fixa significa que, enquanto o ar estiver movendo sobre a asa, geralmente, inclinando ligeiramente o “nariz”, ele ainda tem elevação. À medida que o rotor do helicóptero gira, o impulso gerado se move para cima com a direção do elevador, de modo que voar de cabeça para baixo exigiria redirecionar as lâminas para que o impulso seja o contrário, apoiando um veículo de cabeça para baixo.

Você pode ver um vídeo explicativo da Seeker acessando este link.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.