Imagem: divulgação

Moradores da cidade de Kiruna, na Suécia, recorreram a medidas drásticas para tentar lidar com o afundamento do solo da região, a causa disso é uma mineradora de ferro local. Assim, as autoridades locais estão considerando realocar toda a estrutura da cidade e os habitantes para 3,2 quilômetros ao leste dali.

Suécia realocará uma cidade inteira para tentar impedir que o chão, que está se movendo diariamente, afund

Segundo estimativa dos especialistas, em 2050 a maioria das estruturas em Kiruna entrarão em colapso, graças à expansão das minas de ferro que estão abaixo do lugar. A meta é que, até 2040, todo esse processo de realocação esteja concluído.

A proximidade de Kiruna ao Círculo Ártico faz com que a cidade, durante grande parte do ano, seja escura e fria. Essa constatação, de acordo com Alissa Walker do Gizmodo, torna a operação ainda mais desafiadora – apesar da cidade estar espalhada por uma ampla área e o número de habitantes ser relativamente pequeno.

Como parte desse projeto, lojas, escritórios e casas serão todos realocadas. Alguns marcos selecionados serão transferidos tijolo por tijolo, mas na maioria dos casos, os edifícios serão demolidos e posteriormente reconstruídos.

A mina, operada pela companhia estatal Luossavaara-Kiirunavaara AB, é razão para a existência de toda a cidade e, ao mesmo tempo, a grande responsável pela sua potencial extinção.

Dessa forma, como a empresa causou a deformação no solo – resultado de um processo de exploração de minério de ferro que causou o recuo do terreno – será ela a pagar a conta pela mudança.

Um dos pontos positivos dessa mudança é a oportunidade de fazer melhorias no design e layout da cidade. De acordo com Walker, esse processo será feito com o envolvimento dos moradores, a fim de melhorar a qualidade de vida. Além disso, será oferecida ajuda financeira para os habitantes, a fim de auxiliar no processo de mudança.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.