Em 2018, um pequeno objeto de nosso Sistema Solar fará sua segunda visita bem próxima da Terra. Chamado de 2015 TB145, o objeto simula a aparência de um crânio humano, é escuro como o carvão, considerado um cometa morto e, curiosamente, fará sua mais aproximação no dia 31 de outubro, quando se comemora o Dia das Bruxas (Halloween). As informações são da Science Alert.

A primeira aproximação de 2015 TB145, também chamado de asteroide Halloween, foi em 31 de outubro de 2015. Ele passou “raspando” a Terra, a uma distância de apenas 486.000 quilômetros.

Por possuir uma grande inclinação orbital, os movimentos da Terra são capazes de interferir em sua passagem, provocando uma variação de distância. Assim, segundo cálculos dos astrônomos, a passagem de 2015 foi o mais perto que ele já fez e fará nos próximos 500 anos. Já no início de novembro de 2018, o asteroide estará muito mais distante, cerca de 105 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

O período orbital de Halloween é de 1.112 dias, ou pouco mais de três anos. Então, todas as vezes que nos visita, tecnicamente está um pouco à frente de nosso tempo.

Os pesquisadores consideraram o objeto tão fascinante que no momento em que descobriram sobre ele, fizerem um enorme esforço para estudá-lo com mais detalhes. Assim, utilizando uma variedade de telescópios, conseguiram aprender muito sobre o asteroide em 2015.

O objeto mede entre 625 metros e 700 metros, sua forma é um elipsoide ligeiramente achatado, e seu eixo de rotação era aproximadamente perpendicular a Terra no momento de sua proximidade mais próxima“, disse o astrofísico Pablo Santos-Sanz do Instituto de Astrofísica de Andaluzia, na Espanha. “Além disso, a sua inércia térmica [quantidade de calor que retém e a velocidade na qual ele absorve ou transfere esse calor] é consistente com a de asteroides de tamanho similar”.

O motivo pelo qual ele só foi descoberto em 2015, parcialmente foi porque o objeto costuma passar a maior parte de seu tempo para além de Marte, além de ser muito pequeno e emitir pouquíssima luz.

Já a excentricidade e inclinação orbital de Halloween sugerem que ele um dia foi um cometa, até que perdeu todos seus compostos voláteis após orbitar inúmeras vezes ao redor do Sol. Agora, é apenas uma pedra – em forma de caveira – que voa pelo espaço.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.