Uma equipe de engenheiros finalmente resolveu o mistério de como a aparentemente instável Torre de Pisa, na Itália, conseguiu permanecer assim por mais de seiscentos anos, mesmo em uma região sismicamente ativa. 

A equipe é liderada pela Universidade Roma Tre, e eles concluiram que a altura da torre de 183 pés, o solo macio em que se encontra e a resistência estrutural do seu mármore contribuem para a sua extraordinária resiliência. “Ironicamente, o mesmo solo que causou a instabilidade inclinada e levou a Torre à beira do colapso, pode ser o responsável por ajudar a torre sobreviver a esses eventos sísmicos”, disse George Mylonakis, pesquisador da Universidade de Bristol, em um comunicado.

A construção da torre Pisa começou em 1173, e a torre começou a se inclinar,mesmo assim, os engenheiros entenderam que a mistura única do solo do local era responsável pela inclinação. Depois que guerras religiosas e conflitos interromperem a construção, a torre foi finalmente concluída em 1370. Embora a inclinação da torre pareça estável, os esforços ao longo dos séculos XX e XXI diminuíram sua severidade ao longo do tempo.

A equipe de pesquisa expandiu os estudos anteriores examinando registros de dados estruturais e sísmicos ao longo do tempo. Eles também se envolveram com uma análise profunda das propriedades físicas, mecânicas e químicas dos materiais usados ​​para construir a torre, bem como das rochas e do solo em que ela foi ancorada. O chão em que a Torre se encontra é isolado dos choques sísmicos, protegendo-o dos freqüentes e poderosos terremotos que historicamente afetaram Pisa. Essas descobertas serão apresentadas na 16ª Conferência Européia em Engenharia de Terremotos, em junho deste ano.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.