A maioria das pessoas chegam em casa depois de um longo dia de trabalho e assiste à TV ou lê um livro para relaxar, ou fica navegando na internet. O bioquímico-farmacêutico Linden Gledhill, da cidade de Filadélfia, nos Estados Unidos , corre para seu laboratório que fica no porão de casa e produz belas imagens que misturam ciência e arte.

Ali, ele constrói equipamentos sob medida para captar a beleza que os olhos nus não podem ver, como a vibração produzida pelo som em líquidos. Com um obturador adaptado para ter velocidade dez vezes mais rápida que qualquer outro equipamento encontrado para venda em lojas, ele consegue fazer suas imagens únicas. Ele também criou uma máquina que produz flocos de neve para suas fotografias.

O resultado desse trabalho é publicado no Flickr do bioquímico, e seu trabalho caiu nas graças de diretores de arte e produtores. Ele já trabalhou em comerciais para TV e clipes musicais, e suas fotografias já foram inspiração para peças de roupas.

Para tanto, nos últimos anos, Glehill tem trabalhado com uma pequena caixa de som e uma película preta que é colocada acima dela. Nesta superfície flexível são pingados líquidos que dançam conforme a batida musical, criando imagens únicas e surpreendentes.

“Isso permite que você veja vibrações individuais durante o ciclo. Isso é muito legal. Tipicamente você não consegue ver isso. Normalmente o que você vê é um padrão fixo ou um padrão que muda com base nas frequências que você toca através do líquido”, explicou ele ao Business Insider.

Confira no vídeo abaixo como as imagens de Gledhill são produzidas:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.