O Universo ainda é uma fonte de mistérios, e a nave New Horizons parece ter descoberto mais um. A nave, que em 2015 passou por Plutão e se encontra a caminho de um objeto distante na Kuiper Belt, parece ter detectado aquilo a que os cientistas estão a chamar uma “parede de hidrogênio”.

Esta parede de hidrogênio encontra-se nos limites do nosso sistema solar. Ela foi detectada pelo instrumento Alice, um telescópio que cria imagens compactas de ultravioletas. A Alice encontra-se a bordo da New Horizons.

Em um estudo publicado no Geophysical Research Letters, é sugerido que a uma fonte de luz ultravioleta detectada pela Alice poderá ser uma dispersão de luz feita por uma parede de hidrogênio. Mas, é dito no estudo que esta luz “é melhor explicado se a luz ultravioleta detectada não for apenas uma dispersão de luz do sol feita por átomos de hidrogênio dentro do sistema solar, mas também incluir uma contribuição substancial de uma fonte distante”.

Se de fato esta luz misteriosa tiver origem na parede de hidrogênio, os cientistas acreditam que a parede possa ser formada por ventos interestelares de encontro com os nossos ventos solares. A equipa da New Horizons planeia continuar a estudar esta região distante com a Alice para entender melhor esta estranha formação.

“Nós assumimos que existe algo extra ali, uma fonte extra de brilho,” disse o co-autor do estudo Randy Gladstone ao Gizmodo. “Se nós tivermos uma oportunidade com a New Horizons talvez a consigamos captar”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.