Conheça o fenômeno que deixa as praias brilhantes na Tasmânia

Um fotógrafo chamado Brett Chatwin recentemente compartilhou fotos de um evento deslumbrante que ocorreu em Preservation Bay, na Tasmânia.

Conhecidas por sua bioluminescência, as praias da costa noroeste do país foram fotografadas enquanto se transformavam em um brilhante mar azul neon, devido à ação de algas unicelulares ou plânctons vegetais.

O evento raro, que tem o potencial de atrair milhares de turistas, segundo especialistas, foi capturado por banhistas de sorte que puderam compartilhar seus próprios registros na internet.

A visão curiosa é causada por bilhões de algas unicelulares e plânctons, quando estes são perturbados por ondas ou correntes de água. Quando isso ocorre, as células se iluminam criando uma tonalidade azul brilhante na água circundante.

Ao publicar as fotos no Facebook, Chatwin disse que teria sido a primeira vez em que testemunhou tal evento na área. “Foi muito interessante ver essa cor iridescente acender as ondas enquanto elas fluíam”, disse Chatwin. “Foi tão bom quanto clicar na Aurora Australis, só que um pouco mais fácil”.

998-19870262_300x250_GMA-US

Embora seja difícil determinar quando o evento ocorrerá novamente, especialistas acreditam que ele poderia ser transformado em uma pequena indústria turística para a Tasmânia.

De acordo com o professor de Botânica Aquática, Gustaaf Hallegraeff, da Universidade da Tasmânia, o evento de bioluminescência já é um velho conhecido da ciência, com a primeira observação sendo registrada no porto de Sydney, Austrália, em 1860.

“Nos anos 2000 vimos que realmente se movia para o sul e agora está permanentemente na Tasmânia“, disse ele à ABC News. “Temos algumas evidências de que as correntes oceânicas e o aquecimento dos oceanos contribuíram isso – é definitivamente algo que está mostrando uma espetacular gama de expansão nos últimos 20 anos”.

Veja fotos desse incrível fenômeno:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.