Imagem: CMSE

No final de 2016, as autoridades aeroespaciais chinesas anunciaram que perderam o controle da estação espacial Tiangong-1 e não tinham uma previsão de quando ela cairia na terra. Agora em uma declaração a ONU a China notificou que a estação vai cair na terra entre outubro de 2017 e abril de 2018.

Outro que também prevê que a estação caíra entre essas datas é Jonathan McDowell, um astrônomo no Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics. Ele disse que a estação de 8,5 toneladas (9,4 toneladas) ” cairá alguns meses a partir de agora – no final de 2017 ou início de 2018.”

E qual lugar será atingido? Como outros astrofísicos, McDowell tem estimado a trajetória de Tiangong-1 o melhor que pode. No entanto,  o que ele e outros pesquisadores – incluindo a equipe de engenharia aeronáutica chinesa – disseram é que isso não pode se prever isso.

“Você realmente não pode dirigir essas coisas”, disse McDowell  em 2016 . “Provavelmente não saberemos mais do que seis ou sete horas, mais ou menos, de quando ela estiver atingindo a terra. Não saber o exato momento que vai descer assim como não sabemos onde.”

Os pesquisadores já prevêem que a maior parte do laboratório de 40 pés (12 metros) queimará após a atingir a atmosfera da Terra. No entanto, os pedaços do laboratório podem chegar à superfície, e alguns podem ser tão grandes quanto 100 kg.

Tiangong-1 entrou em órbita em 2011, e nunca foi destinado a ser uma estação permanente. Funcionários chineses disseram em março de 2016 que sua missão acabou. Vários meses depois, no entanto, funcionários relataram perder o controle da estação e sua descida. No início deste ano, funcionários da indústria aeroespacial apresentaram um prazo de aterragem estimado para as Nações Unidas. Eles acreditavam que poderia atingir algum tempo entre outubro de 2017 e abril de 2018.

“A China atribui grande importância à reentrada de Tiangong-1 e tomará as seguintes medidas em termos de monitoramento e informação pública. Em primeiro lugar, reforçará ainda mais o monitoramento e a previsão. A China tomará medidas rigorosas para rastrear e monitorar de perto Tiangong- 1 em seu desenvolvimento orbital e publicará uma previsão oportuna de sua reentrada “, disse o país em um relatório.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.