O mundo quântico pode ser estranho, forçando-nos a repensar o que acontece em nosso mundo natural. Ainda há muito a aprender sobre esse mundo sub-atômico, e isso foi confirmado na lei da descoberta de um novo material quântico por pesquisadores da Universidade de Rice .

Um estudo a ser publicado na  primeira edição dos Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) tem algumas novidades emocionantes para a comunidade de física teórica. O físico teórico Qimao Si e seus colegas da Universidade de Rice e a Universidade de Tecnologia de Viena na Áustria, revelaram um novo material quântico que possui propriedades semelhantes às de materiais diferentes, como metal fermion pesado e isoladores topológicos.

O novo material foi apelidado de “Semimetal de Weyl-Kondo”, os físicos encontraram o material enquanto procuravam uma explicação para supercondutividade de alta temperatura. Este tipo de pesquisa procura encontrar materiais que poderiam potencialmente atuar como supercondutores a temperaturas extremamente altas. É o foco de Qimao Si e a pesquisa de seus grupos , “Nós estamos absolutamente fascinados por materiais fortemente correlacionados”, afirma Si. “O comportamento coletivo, como a criticidade quântica e a supercondutividade de alta temperatura, sempre foi o centro da nossa atenção”.

Como muitas coisas no mundo quântico, “materiais quânticos” se comportam de forma muito estranha. Os materiais quânticos são cerâmicos, compostos em camadas e outros materiais cujo comportamento eletromagnético não pode ser explicado por sua física diária tradicional.

Embora ainda seja teórico, o Semimetal é chamado dessa maneira por causa de seu comportamento, um semimetal em que os elétrons se comportam como se fossem fótons sem massa. Esquisito, certo? A parte de Kondo do nome é em referência aos elétrons esporádicos encontrados nos metais magnéticos, espalhados pelo metal devido a impurezas químicas.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.