Abelhas robô para espionar a superfície de Marte? Sim, isso não é uma história inventada para um filme de ficção cientifica. Um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos e do Japão recebeu fundos da NASA para começar a desenvolver protótipos destes dispositivos.

A NASA escolheu 25 propostas para receber financiamento do seu programa Innovative Advanced Concepts (NIAC). Cada um dos premiados recebe certa de $125 mil dólares para começar a trabalhar nos projetos apresentados. O nome deste projeto é Marsbee, que é descrito enquanto um “enxame de voadores para engrandecer a exploração a Marte.”

“Com a sua habilidade para voar através da atmosfera de ultra-baixa-densidade de Marte, as abelhas de Marte vão permitir aos pesquisadores recolher informação previamente impossível de recolher sobre pressão, temperatura e a composição química de Marte,” afirmou o líder do projeto Chang-kwon Kang da Universidade de Alabama em Huntsville.

As outras duas universidades envolvidas no projeto são a Universidade de George Washington e a Universidade de Tokyo no Japão. O líder do projeto acrescentou também que as abelhas poderão ajudar em “mapeamento de terreno colaborativo”.

Um rover marciano poderá servir como base para um enxame destas abelhas, o que torna a missão bem possível. As abelhas funcionaram com pouca energia (que é escassa no planeta vermelho) e estariam adaptados à atmosfera hostil.

Por agora, estas abelhas ainda não saíram do papel, e ainda falta muito trabalho teórico referente ao design mais adequado e ao equilíbrio do peso com o consumo de energia. Isto não é estranho no contexto dos projetos NIAC – que são basicamente projetos que a NASA decide financiar por considerar visionários e com potencial para futuras missões.

Agora, só nos resta esperar as novidades em relação à colonização de Marte por parte de abelhas robô.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.