Se você já foi se sentiu culpado de cochilar no volante, pode não ter sido sua culpa. Pesquisadores descobriram recentemente um culpado para pessoas dirigindo sonolentas: vibrações em carros. 

As vibrações naturais de um carro podem induzir a sonolência em apenas 15 minutos ao volante, informa o estudo. Pesquisadores da Universidade RMIT, em Melbourne, na Austrália, esperam que as descobertas possam ajudar a reduzir as 20% de mortes causadas pela sonolência dos motoristas. 

“Sabemos que 1 em cada 5 australianos adormeceram ao volante e sabemos que a direção sonolenta é uma questão importante para a segurança nas estradas”, disse o professor Stephen Robinson. “Quando você está cansado, não é preciso muito para começar a cochilar e descobrimos que as vibrações suaves feitas pelos assentos de carro enquanto você dirige podem acalmar seu cérebro e seu corpo.”

Robinson disse antes deste estudo, muito pouco se sabia sobre o efeito do carro na sonolência. Entendimentos comuns de por que as pessoas adormeciam ao volante em grande parte resultaram de suposições de falta de sono ou má alimentação. 

Para testar como as várias vibrações do carro afetaram o desempenho dos motoristas, Robinson e o professor associado Mohammad Fard usaram um simulador. Eles testaram 15 voluntários com um simulador virtual projetado para replicar a experiência de dirigir em uma estrada de duas pistas entediante. O visual seria familiar para qualquer um que já tenha passado por uma longa viagem com pouco cenário visual, trânsito ou paradas repentinas. 

O simulador em si foi construído em uma plataforma que vibrava em várias freqüências. Os voluntários testaram seu estado de alerta de direção em duas velocidades separadas. A primeira rodada teve vibrações em baixas freqüências (entre 4 e 7 Hz) e a segunda rodada não apresentou vibrações. 

Para medir a sonolência, os pesquisadores da RMIT estudaram a resposta do sistema nervoso do corpo, bem como a freqüência cardíaca. A vibração provoca a sonolência, o que tornaria mais difícil pensar e responder ao que está acontecendo na estrada. Isso colocaria o sistema nervoso do corpo em alerta e, finalmente, levaria a uma mudança no ritmo cardíaco, teorizaram os pesquisadores. 

A equipe rastreou a variabilidade da freqüência cardíaca (VFC) dos voluntários e tomou nota das mudanças em uma janela de testes de 60 minutos. 

“Nosso estudo mostra que vibrações constantes em baixas freqüências – do tipo que experimentamos ao dirigir carros e caminhões – induzem progressivamente a sonolência mesmo entre pessoas bem descansadas e saudáveis”, disse Robinson, acrescentando que essa sensação de sonolência pode afetar a capacidade de dirigir muito mais rápido do que eles pensavam. 

“A partir de 15 minutos de entrar no carro, a sonolência já começou a tomar conta. Em meia hora, está causando um impacto significativo em sua capacidade de permanecer concentrado e alerta.”

A sonolência atingiu o pico nos 60 minutos, relataram os pesquisadores. Fard disse que mais trabalho e períodos de condução mais longos eram necessários para aprender sobre como as vibrações dos carros afetaram um escopo maior de pessoas. 

“Nossa pesquisa também sugere que as vibrações em algumas freqüências podem ter o efeito oposto e ajudar a manter as pessoas acordadas. Por isso, também queremos examinar uma ampla gama de freqüências, para informar os projetos de carros que poderiam potencialmente aproveitar essas ‘boas vibrações’.”

Robinson disse que o estudo poderia ser usado para projetar assentos de carro que reduzissem a vibração por completo, finalmente dando aos motoristas um pouco mais de estímulo quando viajam tarde da noite.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.