Pesquisadores descobriram um mineral intrigante dentro de um meteorito de ferro que caiu na Rússia há dois anos. Embora apenas cristais microscópicos tenham sido descobertos, os pesquisadores conseguiram estimar algumas de suas propriedades, incluindo sua dureza. A equipe acha que o novo mineral pode ser tão duro quanto os diamantes.

A descoberta foi anunciada no 81º Encontro Anual da The Meteoritical Society . O mineral foi nomeado “uakitite” após Uakit, o nome do asteróide. Uakitite é feito de nitrogênio e um metal de transição chamado vanádio. Este é o primeiro exemplo de um nitreto de vanádio encontrado na natureza, e também é o primeiro exemplo de um composto natural feito de vanádio e nitrogênio isento de oxigênio.

“Para provar a descoberta de um novo mineral, é necessário obter dados sobre sua estrutura cristalina”, disse o professor Viktor Grokhovsky, da Universidade Federal do Ural (UrFU), em um comunicado . “Como o tamanho da uakitite é muito pequeno, cerca de 1 a 5 microns, foi impossível resolver esse problema pelo método tradicional de análise de raios-X. A estrutura foi estudada no equipamento do centro científico e educacional ‘Nanomateriais e Nanotecnologias’ da UrFU usando difração de elétrons. ”

Difração de elétrons é uma das várias abordagens que usam elétrons em vez de luz para estudar estruturas microscópicas. Os cristais no interior do meteorito eram em forma cúbica ou pequenas esferas, que dependiam dos minerais em que estavam embutidos. A estrutura química foi semelhante a outros minerais de nitreto bem conhecidos.

As propriedades físicas da amostra não puderam ser obtidas diretamente, já que as amostras eram tão pequenas, mas ao estudar o arranjo atômico no cristal, a equipe pôde compará-la com uma versão sintética do nitreto de vanádio. O nitreto de vanádio é duas vezes mais denso que o diamante e tem uma dureza na escala de Mohs, entre nove e 10. O diamante é o material mais duro com uma dureza de 10.

Os meteoritos continuam a fornecer aos pesquisadores intrigantes detalhes de mineralogia extrema – alguns nunca haviam sido vistos antes, outros foram produzidos apenas em laboratório, e outros estão nos ajudando a entender o sistema solar antes da formação da Terra.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.