Imagem: Spotify

O Spotify já tinha anunciado este mês que se encontrava atenta ao grande número de contas hackeadas na sua plataforma, e iniciou o processo de eliminar as contas detectadas. Agora, a Spotify adiantou o número detectado de pessoas a utilizar versões ilegitimas da aplicação: 2 milhões de utilizadores.

Estas contas hackeadas funcionam a partir de aplicações não oficiais. Estas aplicações permitem que uma conta gratuita consiga simular algumas funcionalidades das contas pagas. A mais “procurada” dessas funcionalidades passa por suprimir a publicidade que é mandatória para quem tem uma conta gratuita.

2 milhões é um número extremamente significante, e a empresa mostra-se consciente desse fato. Num comunicado oficial a empresa refere que estas contas falsas podem provocar um mau diagnóstico dos “indicadores de performance”, o que pode conduzir a uma redução da “confiança dos investidores”. Por isso mesmo, a Spotify tem mostrado tolerância zero em relação à utilização destas contas.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.