A polícia americana da cidade de Orlando parou o seu projeto que usava tecnologias de reconhecimento facial da Amazon. O projeto visava testar a tecnologia da Amazon para a construção de sistema de vigilância na rua com reconhecimento automático, como já existem em alguns países asiáticos (principalmente China).

O cancelamento do projeto ocorreu graças a uma forte pressão de grupos de direitos civis. A cidade decidiu não renovar o contrato com a Amazon para continuar a utilizar o serviço Rekognition.

No entanto, um comunicado conjunto entre os representantes da cidade e o departamento policial não fecha a porta à utilização de novas tecnologias de vigilância no futuro. “Parcerias com companhias inovadores para testar nova tecnologia – ao mesmo tempo que asseguramos que as leis de privacidade são cumpridas e que não se violam os direitos de ninguém – é crítico para para o nosso trabalho de manter a comunidade segura,”.

Ao longo do último mês foram diversos grupos que manifestaram contra este projeto-piloto. Mais do que 40 grupos de direitos civis americanos enviaram uma carta ao CEO da Amazon, Jeff Bezos, afirmando que a utilização desta tecnologia por parte do governo estaria sendo abuso. Também foi lançada uma carta aberta por parte de um grupo de trabalhadores da Amazon em protesto contra diversas parcerias entre a Amazon e o governo americano.

O objetivo deste projeto piloto seria testar a eficácia de uma tecnologia como a Rekognition, que associa as faces captadas pelos vídeos captado em tempo real por câmeras de vigilância e rostos em uma base de dados guardada na nuvem. Na prática, este serviço permite procurar rostos no meio de uma multidão e associar esses rostos automaticamente a informações sobre a pessoa.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.