O setor da construção é o que mais consome recursos naturais, aponta o Conselho Internacional da Construção (CIB). Para fazer com que os impactos ambientais sejam menores,  surge então o conceito de construção sustentável, onde a ideia é buscar técnicas que garantem maior eficiência e responsabilidade do início ao fim da obra.

A primeira coisa que se deve observar é a posição dos ambientes, cada cômodo tem um local ideal para ser construído, de acordo com o clima local.

“A disposição dos ambientes em uma casa pode criar condições prévias de conforto ou desconforto. Cabe ao projeto arquitetônico, por intermédio da organização da planta, assegurar o grau adequado de insolação e ventilação natural para cada ambiente”, diz a cartilha.

Logo em seguida, são destacadas uma série de dicas para o projeto de construção ou reforma. Algumas ideias na hora da escolha dos materiais que serão utilizados, desde o reaproveitamento dos itens de demolição até a compra de torneiras e descargas ecológicas no acabamento. Show, não é mesmo?

Quando se fala em eficiência energética, a dica é investimento em aquecimento solar, lâmpadas LED, compra de eletrodomésticos com selo Procel, entre outras recomendações.

Enfim, há soluções voltadas para as áreas externas de uma residência e para a destinação correta dos resíduos sólidos da construção.

Confira a cartilha completa aqui.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.