Isaac Asimov foi um escritor de ficção científica russo, tendo escrito mais de 500 obras ao longo da sua carreira. O seu trabalho continha muitas previsões sobre o futuro da sociedade e da tecnologia.

Algumas delas tornaram-se realidade, como a nossa capacidade de usar o que ele chamou de“comunicação visual-sonora” para entrar em contato com qualquer pessoa na Terra. Já outras, como uma máquina que pode converter fermento, algas e água em alimentos como “peru falso”, por exemplo, não se concretizaram (ainda).

Em 1983, o Toronto Star convidou Isaac Asimov para prever como seria o mundo em 2019. A escolha da data não foi arbitrária. De acordo com o jornal, era um bom momento para colocar esta questão, uma vez que se teriam passado 35 anos desde que George Orwell escreveu “1984”.

Asimov sublinhou que seria inútil imaginar o futuro da sociedade se os EUA e a União Soviética começassem uma guerra nuclear, por isso assumiu que isso não aconteceria. Em seguida, o escritor dividiu as suas previsões em dois temas principais: informatização e utilização do espaço.

Em relação à informatização, Asimov fez algumas previsões, embora fossem amplas. “A informatização, sem dúvida, continuará inevitavel”, disse.

Para o escritor, o “objeto computadorizado móvel” iria “estar nas casas” e a crescente complexidade da sociedade impossibilitar viver sem esta tecnologia, os computadores transformariam os hábitos de trabalho e substituiriam empregos antigos por outros diferentes e a robótica extinguiria “tarefas rotineiras e de linha de montagem”.

Além disso, a sociedade precisaria de uma “vasta mudança na natureza da educação, e populações inteiras precisariam de ser alfabetizadas em computadores” e “ensinadas a lidar com um mundo de alta tecnologia”. Segundo Asimov, a transição educacional seria difícil para muitos, especialmente quando a população mundial começar a crescer a taxas sem precedentes.

Asimov fez algumas suposições ligeiramente equivocadas sobre o futuro da informatização. Por exemplo, previu que a tecnologia revolucionaria a educação – o que é correto – , mas que a escolaridade tradicional ia se tornar desatualizada à medida que as crianças se tornassem capazes de aprender tudo o que precisam a partir dos computadores em casa, e isso ainda não acontece em grande número.

Já em relação à utilização do Espaço, Asimov afirmou que entraríamos no espaço “para ficar”. E estava certo: a Estação Espacial Internacional está continuamente ocupada há mais de 18 anos.

Porém, o escritor foi otimista demais quanto aos empreendimentos espaciais das futuras sociedades, prevendo que os humanos estariam “de volta à lua” com operações de mineração, fábricas que “usariam as propriedades especiais do espaço”, observatórios e até uma estação de energia solar. Asimov também pensou que estaríamos a caminho de estabelecer assentamentos humanos na lua.

“Até 2019, o primeiro assentamento espacial deve estar em planeamento e, talvez, esteja em construção”, escreveu. “Seria o primeiro de muitos em que os seres humanos poderiam viver às dezenas de milhares e em que poderiam construir pequenas sociedades de todos os tipos”.

A NASA, de fato, planeja enviar astronautas para a lua novamente – mas só daqui a cerca de uma década. E, enquanto a agência espacial norte-americana e diversas outras instituições estão estudando a possibilidade de assentamentos espaciais, provavelmente não sairão do papel durante o próximo ano.

Futuro da tecnologia é difícil de prever

É possível usar observações como a lei de Moore para prever os tipos gerais de avanços tecnológicos que devemos ver em um, dois ou até cinco anos. Mas, como disse o analista de tecnologia Andy Oram, da O’Reilly Media, em um relatório do Pew Research Center sobre o futuro da Internet, “além de cinco anos, tudo está em aberto”.

Isto acontece porque é impossível prever as muitas maneiras inovadoras em que a próxima geração pode fazer uso destes grandes avanços.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.