O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, anunciou que vai criar uma nova área militar focada unicamente no espaço.

“Eu decreto que o Departamento da Defesa e o Pentágono devem começar imediatamente os procedimentos necessários para estabelecer uma força espacial como o sexto ramo das forças armadas,” disse Trump durante um encontro do National Space Council. “Ter uma força pra fora da Terra não é apenas uma matéria de identidade nacional mas também uma matéria de segurança nacional.”

O Pentágono reforçou as palavras de Trump

“Vamos começar a trabalhar brevemente neste assunto, que terá implicações para as operações de inteligência da Força Aérea, do Exército, Marinha e Navy,” referiu a porta voz do pentágono Dana White numa declaração por escrito.

O espaço é uma “zona de guerra”

“O espaço é um domínio de guerra, assim como a terra, o ar e o mar.” Referiu Trump também nesse mesmo discurso que “nós temos a Força Aérea, também teremos a Força Espacial.”

As palavras de Trump nem sempre são levadas a sério por parte das mídias e dos outros representantes estatais americanos e, nessa medida, as declarações sobre a criação de uma Força Espacial foram consideradas inócuas. Na verdade, diversas individualidades militares americanas revelaram-se publicamente contra a ideia. Porém, três meses depois e sem qualquer tipo de anuncio prévio, a Força Espacial será mesmo criada.

Quais serão as implicações desta decisão?

Este é um novo território legislativo e as suas consequências geopolíticas ainda não são claras. Com esta decisão, os Estados Unidos da América vão assumir uma posição expressamente militar em relação a possíveis missões espaciais futuras. Agora, como que as outras potências espaciais irão reagir, são questões que apenas os próximos anos poderão responder.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.