Agora as empresas dos EUA estão proibidas de exportarem tecnologias e produtos para a companhia chinesa Fujian Jinhua, uma gigante de tecnologia. A decisão foi tomada pelo Departamento do Comércio norte-americano, que usou a “segurança nacional” como justificativa.

Ainda não houve uma proibição por escrito, mas as autoridades decidiram que as empresas vão precisar de sua autorização antes de continuar exportando para a Fujian Jinhua.

Apesar da justificativa, analistas acreditam, na verdade que isso é uma manobra para um protecionismo econômico. A companhia chinesa está muito próxima de completar a construção de uma imensa fábrica que custou US$ 5,7 bilhões, o que a tornaria uma oponente difícil de vencer no mercado internacional de memórias.

Como muitas das tecnologias e componentes usados na construção da fábrica vêm dos EUA, através de importação, o banimento do Departamento de Comércio norte-americano pode acabar atrasando ou até mesmo impedindo a finalização da fábrica.

E enquanto a briga comercial desses dois países gigantes da tecnologia continua, o consumidor é quem vai continuar pagando mais caro por suas memórias.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.