Devemos compartilhar dados? Com quem? Por quê? Graças à facilidade de acesso a internet de alta velocidade e da disponibilidade de dispositivos de baixo custo, criou-se um mundo com um alto volume de troca de dados. Não é verdade? Estes dados podem ser usados para aumentar a produtividade, uma vez que é uma informação que está disponível para ser analisada com sistemas de automatização que são seguras. O valor da informação é indiscutível, mas como podemos tirar o máximo destas tecnologias sem comprometer a segurança de nossas informações?

Vivemos na era da Internet, intercâmbio e análise de dados.

Hoje, os nossos smartphones têm acesso à internet e nos permitem entrar em sites, redes sociais, fazer compras, leitura de códigos QR e até mesmo fazer serviços bancários online entre outras transações e pagamentos, o que facilitou e muito as nossas vidas, certo?

Se analisarmos os conceitos de “Internet das coisas” e “Big Data”, duas coisas são claras:

1. Os vários dispositivos podem se comunicar.
2. Eles também podem transmitir, trocar e analisar dados.

Agora vamos ver como você pode compartilhar e analisar dados relativos a sistemas de automação. Vamos pegar como exemplo um dos clientes da Schneider Electric na Alemanha, que um dos seus principais problemas é que não sabem onde suas bombas foram colocadas. Aproximadamente 150.000 bombas não foram contadas, uma vez que estas são vendidas para distribuidores e, por sua vez, as vendem para as empresas de eletricidade e construção e, posteriormente, a bomba é colocada nas instalações do usuário final.

De acordo com várias disposições, o uso de bombas de controle variável é cada vez mais comum, uma vez que elas são mais eficientes em termos energéticos e permitem aos fabricantes resolver problemas através de unidades conectadas e mostrar diagnósticos com códigos QR, por exemplo.

As bombas de controle variável são 30% mais eficiente do que o controle fixo.

Com a leitura do código QR, o operador lê o estado e pode acessar serviços do site ou de registro do fabricante. Da mesma forma, ao usar o aplicativo personalizado o fabricante também pode transmitir localização. Isto pode ajudar o fabricante da bomba para mitigar o problema da localização “perdida” e também permite ao usuário obter um serviço diretamente a partir do fabricante. O fabricante também dá a oportunidade de prestar melhores serviços.

Você pode usar os códigos QR para controlar ativos, fazer diagnósticos, mas também ajudar o operador a entrar no site do fabricante para efeitos de registo e/ou suporte.

Para saber mais sobre essa tecnologia, acesse aqui. 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.