O gás carbônico pode ser invisível, mas seu impacto não. Por poto mundo, países se comprometeram a reduzir as emissões de gás carbônico e de outros gases de efeito estufa em quase 1/3 para os próximos dez anos. Isso quer dizer que as iniciativas de energias verdes e o aumento da eficiência energética vão se multiplicar.

Bem, isso é se falando de modo geral. Mas como isso funciona em uma fábrica?

Isso depende claro da localização de sua instalação. Muitos países lidam com o tema de economia de energia de formas diferentes. Alguns têm metas de economia de energia, com penalidades caso os objetivos não sejam atingidos. Assim, economizar energia é quase uma obrigatoriedade.

Fora isso, reduzir o consumo de energia traz outros benefícios como por exemplo, quando kWh são economizados, os resultados da empresa, em dólares, euros ou qualquer outra moeda, tendem a melhor.

Agora, quando se tem o objetivo de aumentar a eficiência energética em uma instalação ou no caso de uma máquina, grandes componentes, como o ar condicionado, a caldeira ou até mesmo os grandes motores, costumam ser observados. Então, há um investimento em novos processos ou em conversores de frequência para reduzir e também otimizar o consumo de energia, como objetivo manter ou melhorar os níveis de produtividade.

Para tanto, vamos falar dos contatores. Geralmente, eles são eletromecânicos e por muitas vezes são negligenciados quando uma máquina é atualizada. É possível que para otimizar ainda mais os processos, novos componentes eletrônicos, como CLPs, interfaces homem-máquina, conversores de frequência e sensores, sejam instalados nas tais máquinas. No entanto, os componentes eletromecânicos, geralmente, não são alterados.

Conheça mais sobre os contatores acessando aqui.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.