energia

Todos sabemos que a energia solar é uma fonte energética abundante, principalmente no Brasil. Mas, é preciso encontrar um sistema de armazenamento para a energia solar captada, que não tenha um custo tão alto. A solução para isto, segundo cientistas da Suécia foi o desenvolvimento de um líquido especial, batizado de “combustível solar térmico”, capaz de armazenar energia solar por até dezoito anos.

A energia solar é uma tendência que está sendo cada vez mais explorada, entretanto, o custo alto de armazenamento é um impasse para seu crescimento em grande escala.

Agora, uma equipe de cientistas suecos acredita ter uma possível solução. Eles acabam de desenvolver um fluido especial, chamado de “combustível solar térmico”, que é capaz de armazenar energia solar durante 18 anos.

“Um combustível térmico solar é como uma bateria recarregável, mas, em vez de eletricidade, a luz solar aquece e é acionada sob demanda”, explica Jeffrey Grossman, engenheiro do MIT.

O cientista revelou que essa molécula é formada de carbono, hidrogênio e nitrogênio e quando recebe energia através dos raios solares, ocorre uma ligação entre seus átomos que sofrem uma mudança e se transformam em uma nova versão energizada chamada de isômero.

A equipe de cientistas fez testes do inovador sistema através de um protótipo que foi colocado no telhado de um dos prédios da Chalmers University of Technology. Os resultados são favoráveis, tanto é que despertou interesse de muitos investidores. A eficiência da criação, junto ao fato de ser totalmente livre da emissão de gases prejudiciais ao meio ambiente, deixa a equipe confiante de que esta nova tecnologia pode chegar a ser comercializada em até dez anos.

Veja como é rápido e fácil instalar um sistema de energia solar [acessando aqui].

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.