Em primeiro lugar, parabéns! Escolheu uma belíssima carreira, que lhe dá agora e também  lhe dará no futuro muitas chances de sucesso, pessoal e profissional, além de muita abertura a diversos modos de atuação no setor produtivo!  E nestes tempos que correm, conforme já comentamos várias vezes, esta “adaptabilidade aos tempos” é fundamental.

E não chega a ser uma “má notícia”, mas ainda poucas faculdades estão sentindo estas mudanças e procurando se adaptar. Não é totalmente culpa delas, mas sim de normas e leis que devem seguir, conservadorismo do sistema, etc. Mas vamos deixar isto para lá,e vamos em frente… E mesmo porque há muito a aprender com seus professores, que são capazes, dedicados e querem o melhor para você.

Mas o que fazer, então? É “se virar”, e trabalhar um pouco mais que o solicitado pelos mestres, mas de modo agradável e até lúdico, bem do seu jeito de jovem. Vamos conversar um pouco sobre isto? Posso dar algumas sugestões, mas é você quem deve seguir o seu próprio caminho…

Apenas para recordar: conforme já comentado em anteriores “Engenharia em Pauta”, o mercado de trabalho está valorizando quem tem as seguintes características, além, é claro, da detenção dos conhecimentos necessários ao bom desempenho na profissão (1):

  • ”Solução de problemas complexos
  • Visão Questionadora
  • Criatividade
  • Gestão de Pessoas
  • Colaboração
  • Julgamento e tomada de decisão
  • Orientação para o serviço
  • Negociação
  • Flexibilidade cognitiva
  • Autorresponsabilidade”

Então, vamos dedicar alguns dos próximos “Engenharia em Pauta” para navegar neste assunto? Acho que pode valer a pena para você… 

Referência:

  • Palestra proferida por IGOR SARAIVA, no “Hack Town” de Santa Rita do Sapucaí – MG, em 09 de setembro de 2017, sob o título “O impacto das novas tecnologias no futuro do trabalho: como se preparar?”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Compartilhe:
Publicação anteriorSe uma bomba nuclear explodir em sua cidade, veja para onde correr e se esconder
Próxima publicaçãoMercedes-Benz abre vagas nas áreas de tecnologia e engenharia

É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.