Pois é…  A Era da Informação já está em curso, oferecendo-nos instrumentos e métodos de trabalho dos quais nem desconfiávamos bem pouco tempo atrás… E novos negócios, de grande sucesso, mas com perfil completamente diferente do que antes ocorria, estão surgindo por aí. Vamos continuar nosso estudo sobre as características destes novos negócios, conforme mostrado na referência (1)?  De acordo com ela, conforme já vimos, os “6 D`s da Exponencialidade”, que caracterizam estes novos tempos, são Digitalização, Dissimulação, Disrupção, Desmonetização, Desmaterialização, Democratização.

No “Engenharia em Pauta” desta semana, vamos pensar um pouco sobre a segunda característica, que é a “Dissimulação”, que podemos considerar como o começo da disrupção. Esta, por sua vez, apresenta-se como um negócio, uma tecnologia, um modo diferente de fazer as coisas, etc., totalmente novo, que começa “devagarzinho”, e que depois toma corpo e então substitui o que já vinha acontecendo, e de modo exponencial… Um exemplo: a migração da fotografia “química” para a fotografia digital, que agora está sendo cada vez mais utilizada em celulares… O que se repara na dissimulação é que depois de um período de crescimento aparentemente imperceptível a adoção da nova tecnologia, do modo diferente de fazer as coisas, etc., ganha efeito de escala, e aí ocorre o crescimento exponencial, gerando a disrupção… E se você tem um negócio que pode ser afetado por isto, e não percebeu, pode ficar para trás. Então, para facilitar seu raciocínio sobre isto, pense um pouco a respeito do que se segue:

  • No seu projeto (ou carreira…), você procurou pensar em algo que as pessoas (ou seus chefes…) nem sabem que precisam ainda?
  • Você pensou sobre isto seriamente?
  • Procurou investigar a respeito?
  • Quanto ao seu projeto, você acha que vai ele vai dar certo, ou procurou ver o que outras pessoas acham?
  • Procurou ver o que as empresas atuais, de grande sucesso e crescimento muito rápido, fizeram para que isto acontecesse?
  • Estudou-as profundamente? Quem teve as ideias, se de forma individual ou em grupo, sua qualificação, etc.?
  • Verificou quando foram criadas?
  • Verificou em que ambiente?

Referência:

(1) DIAMANTIS, PETER H. e KOTLER, STEVEN. Bold: How to Go Big, Create Wealth and Impact the World. Londres: Simon & Schuster, 2016.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Compartilhe:
Publicação anteriorInovação e tecnologia na execução da obra da cidade inteligente do Brasil
Próxima publicaçãoComo ficam as pessoas na primeira cidade inteligente social do mundo?

É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.