É, novos tempos, novos modos de entender e tratar das coisas que nos rodeiam, inclusive de nossos negócios e carreira… E sempre foi assim: na Revolução Industrial, com o advento do motor a vapor, tudo mudou, e começou uma nova era, e a modernidade chegou. Agora, pelo que se comenta por aí, e pelos motivos já tratados nos “Engenharia em Pauta” anteriores, já estão comparando a “Era da Informação” à “Quarta Revolução Industrial”…

E estamos refletindo, a cada semana, sobre as novas características que esta “revolução industrial” nos traz. Segundo (1), uma delas é a desmaterialização. Notamos tal “desmaterialização” no desaparecimento ou fusão de serviços e produtos tradicionais, ou mesmo novos, em um só produto ou serviço… Veja o caso de um telefone celular moderno: quantas funções ele acumula? E a cada dia vão crescendo as possibilidades… Creio que em futuro bem breve ele será nosso companheiro inseparável, para a realização de quase todas as nossas tarefas do dia a dia, além de seu uso básico, que é o de propiciar comunicação…

Então pense um pouco a respeito desta característica dos novos tempos:

  • Seu produto/serviço poderá ser acrescido de pequenas e importantes melhorias, sem ser muito alterado ou modificado?
  • Você constantemente está “sondando” o mercado a procura de melhorias/acréscimos/supressões que poderiam ser feitas, para melhor ganhar o mercado, ou para melhorar a evolução de sua carreira?
  • Você não está apaixonado por seu produto/serviço, a ponto de achar que qualquer melhoria poderia prejudicá-lo?
  • A tecnologia que você utilizou no desenvolvimento de seu produto/serviço possibilita e facilita acréscimos de novas “features” ou funções interessantes?
  • Você procura constantemente observar no mercado o que seus clientes precisam?
  • Você procura imaginar que os clientes de seu produto/serviço podem precisar ou querer no futuro?

Pois é… E vamos em frente, refletindo sobre os novos tempos… Até a próxima!

Referência:

(1) DIAMANTIS, PETER H. e KOTLER, STEVEN. Bold: How to Go Big, Create Wealth and Impact the World. Londres: Simon & Schuster, 2016.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Compartilhe:
Publicação anteriorO que é o conceito de convivência LAB?
Próxima publicaçãoApoiado pela NASA, brasileiro pode revolucionar o agronegócio

É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.