Pois é… Nós, engenheiros, temos por vocação e missão “resolver problemas ligados às necessidades humanas, utilizando nossos conhecimentos, habilidades, e recursos naturais” (resumo da definição de engenharia…). E então temos que nos preocupar de fato com a sustentabilidade, de modo amplo e irrestrito.

Assim, temos que cuidar da nossa empresa, ou da que nos contratou, com afinco, para que ela de fato prospere e sirva à sociedade, fabricando produtos confiáveis e que não agridam o ambiente (ou praticando serviços úteis e eficazes), e possa por muitos anos progredir, gerando empregos, contribuindo com impostos justos, prestando serviços sociais dentro de sua esfera de influência, enfim inserindo-se de fato na sociedade e dela fazendo parte como elemento produtivo e útil.

E também temos que nos preocupar, em nossos projetos, no que toca aos impactos provocados por sua implantação na sociedade – é preciso estar sempre lembrando que agimos com alta tecnologia, e que decisões nossas podem, em um mundo globalizado, impactar, positiva ou negativamente, um enorme número de pessoas…  Será, por exemplo, que valerá a pena desenvolver aquele aplicativo bem interessante, e até com grandes possibilidades comerciais, mas que poderá prejudicar a formação dos jovens? Ou aqueles dispositivos que poderão colocar em risco a vida das pessoas, pela eliminação de sistemas de proteção adequados, para economia no projeto?

É, o poder que está em nossas mãos, como engenheiros, é muito grande! Temos que constantemente nos lembrar disto, ao desenvolvermos nossos projetos – e sempre estar lembrando que quanto mais poder temos, mais responsabilidade recai sobre nossos ombros!

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.