“Paradigma”, segundo o dicionário (michaelis.uol.com.br) tem como um de seus significados “algo que serve de modelo; padrão”. Muito bom! E vivemos cercados deles: desde nossa rotina diária, temos costumes e métodos de fazer as coisas do modo com que nos acostumamos e nos sentimos confortáveis. Temos até algumas “manias”, não é? Tudo bem, este padrões de vida facilitam nossas vidas…

Mas, nos tempos que correm, de rápida evolução tecnológica, que por sua vez conduz a intensas mudanças sociais, econômicas, de nossa vida rotineira, etc., a obediência cega a um paradigma pode conduzir a verdadeiros problemas e mesmo sérias confusões. A vida empresarial mostra várias situações dramáticas como, por exemplo, a famosa indústria relojoeira suíça que foi quase destruída pelos relógios digitais japoneses, sendo que esta tecnologia foi mesmo é descoberta pelos próprios suíços – mas como parar com o paradigma dos relógios mecânicos? Problema…

E agora, tantos paradigmas terão que ser mudados! Você se sentirá bem ao ser conduzido por um automóvel ou ônibus sem motorista, ou um por drone totalmente automático? Você gostaria de ser acompanhado ou rastreado por um chip implantado em seu corpo, que também abriria seu carro ou faria mais coisas apenas com a sua proximidade? Você gostaria de ser atendido por um médico robótico, a partir da leitura de um chip que contêm todo seu histórico médico, e de quais anomalias que seu organismo está tendo? Você sentiria ter efetivamente pago alguma conta sem dinheiro “vivo”, apenas com o seu celular? Você gostaria de ter sua roupa conectada à internet, avisando-o de varias situações de saúde, segurança, etc.?

E não estou fantasiando! Agora mesmo você já tem algo como um supercomputador à mão, que é o seu celular… Então, tudo isto que citei (e mais fantásticos avanços…) virá a seu tempo – e isto é uma certeza!

Então, o importante é estar atento a estas mudanças, e não ficar escravo delas, mas sim utilizá-las do modo mais conveniente que for para você! Um exemplo dramático: estamos utilizando bem as “redes sociais”? 

E bem-vindo, bem-vinda ao futuro!

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.