“Posso errar?”

Em nossos tempos, muitas mudanças estão acontecendo ao mesmo tempo; portanto, as coisas definitivamente não estão tão “arrumadas” como era há algum tempo atrás… Conceitos, valores, modos de vida, tecnologia, tudo está mudando, e rapidamente…

Para evoluir e crescer neste ambiente deve ser permitido o erro. Entretanto, este erro permitido é o provocado por ação, e não por omissão, o que seria muito grave neste moderno ambiente do qual comentamos.

Tentar fazer, aprender sozinho, desenvolver coisas novas, aplicar criatividade, “viajar na maionese” procurando soluções diferentes e inovadoras para os problemas que nos são apresentados, são agora atitudes fundamentais.

É mesmo, quando há possibilidade do erro, sempre há oportunidade de aprendizagem…

Entender este fato não só é um bom modo de desenvolver a cultura de inovação, como também permite uma melhor adaptação à estrutura da moderna cultura,  multitarefa, imediatista, na qual as pessoas dispõem de incrível facilidade de acesso às informações necessárias à solução dos desafios.

Portanto, se errarmos ao agir com inovação e criatividade, tudo bem! “Bola para frente”, vamos aprender e acertar da próxima vez!

 

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.
Compartilhe:
Publicação anterior“Oferecendo oportunidades de aprendizagem através da tecnologia…
Próxima publicação“E o que fazer com nossos ‘bloqueios mentais’ ? – a “Resposta Certa”…
É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.