Agora esta é para você, prezado leitor. Vamos juntos, mas separados, tentar bolar algo bem inovador, baseado em alguma tendência para o Brasil, por exemplo, a de número 19: Prioridade à saúde… É bem importante, não? Você pensa de lá, e eu por aqui, e depois mostro o que bolei…

Em primeiro lugar, não se preocupe muito em pensar em algo totalmente novo, que ainda não exista. Na enorme maioria das vezes, uma ideia pode sair de nossa cabeça, mas proveniente de muitas coisas que já vimos, ouvimos e experimentamos – daí, partir de algo concreto pode ser uma boa coisa… Mas, se aparecer algo de totalmente novo, vá em frente… A natureza também pode ser uma boa fonte de inspiração… Não deixe de tentar pensar nela.

Então pense em algo que incomoda a você ou aos seus próximos, relativo à manutenção, ou mesmo a recuperação, da saúde…

998-19870262_300x250_GMA-US

Outro detalhe importante: pense loucamente, sem restrições. Exemplo: para quem quebrou a perna, e tem que ficar muito tempo de repouso para não forçá-la, que tal uma estadia na lua, que tem gravidade muito baixa? Aí você poderia dar umas voltinhas, sem problemas… Depois deste pensamento, tente trazer “para baixo”, para o nosso ambiente terráqueo, sua ideias, e aí você poderá ter algo muito interessante e mesmo inédito em mãos…

Um dado que coletei, em uma vista recente a um importante centro inovador: cada um de nós gera, durante toda a nossa vida, mais ou menos 200 terabytes de informações médicas, que estão espalhadas por todos os computadores de médicos, dentistas, fisioterapeutas, etc. que visitamos, pelos laboratórios que utilizamos para nossos exames, etc. É muita informação importante, mas que está espalhada por todos os cantos… Que poderíamos fazer com elas?

Quanto a mim, vou “incubar” o problema, preocupar-me com ele, e deixar meu subconsciente trabalhar. E aí estarei pensando 24 horas em propostas para o atendimento da tendência… Esta também é uma boa ferramenta de trabalho criativo…

Até o próximo “Engenharia em Pauta”!

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Compartilhe:
Publicação anteriorPresos transformam bicicletas roubadas em cadeiras de rodas para quem não tem condição de comprar
Próxima publicaçãoMicrosoft oferece mais de 70 cursos online gratuitos
É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.