Tudo sobre o curso de Engenharia Agronômica

São atribuições do engenheiro agrônomo: planejamento, coordenação e execução de atividades nas áreas: agrícola, pecuária e silvicultura. A função do agrônomo, ou engenheiro agrônomo é a manutenção de recursos naturais renováveis e ambientais. Como em todas as Engenharias matérias com Física ,Química e Matemática são matérias indispensáveis do curso de Engenharia Agronômica.

Sua competência envolve também a fiscalização e orientação aos produtores rurais em lavouras e rebanhos.

O Engenheiro Agrônomo também é o responsável pela elaboração de documentos e pareceres científicos e técnicos de sua área profissional, podendo exercer prestação de serviços em consultoria na área agrícola e criação de animais.

A Engenharia Agronômica tem passado por grande valorização nos últimos anos. O Brasil é uma grande força mundial na produção agrícola e de rebanhos cuja área chamada de agronegócios. Diante das cada vez maiores exigências de qualidade e controle dos produtos de origem animal e vegetal no mercado internacional e nacional, o engenheiro agrônomo é indispensável para a conquista do sucesso nas empreitadas.

O profissional envolve-se em praticamente todas as etapas do agronegócio – do plantio ou da criação de rebanhos à comercialização da produção.

Áreas de Atuação:

– Defesa sanitária (combater pragas e prevenir doenças em lavouras e rebanhos);

– Economia e administração agroindustrial (planejar e gerenciar as operações de distribuição e venda de produtos agrícolas; coordenar programas de crédito rural para cooperativas e pequenos produtores);

– Engenharia rural

Projetar e supervisionar obras em propriedades rurais, como construções, nivelamento do solo, montagem de sistemas de irrigação e de drenagem.

– Fitotecnia (acompanhar o cultivo e a colheita de safras, buscando aumentar a produtividade por meio da seleção de sementes, do emprego de fertilizantes e adubos e do combate a doenças e pragas);

– Indústria e comercialização de alimentos (supervisionar e gerenciar a qualidade e a estratégia de preços de alimentos de origem animal e vegetal);

– Manejo ambiental (explorar racionalmente os recursos naturais, preservando o meio ambiente);

– Melhoramento animal e vegetal (realizar pesquisas e desenvolver técnicas visando à melhoria da produção);

– Produção agroindustrial (gerenciar o processo de industrialização de produtos agrícolas, controlando a qualidade final da produção. Pesquisar novas tecnologias e produtos);

– Silvicultura (recuperar matas devastadas e cuidar do plantio e do manejo de áreas de reflorestamento. Preparar relatórios de impacto ambiental);

– Solos (preservar a fertilidade e controlar as propriedades físicas dos solos, prescrevendo seu manejo);

– Zootecnia (controlar a produção animal cuidando da alimentação, da saúde, da reprodução e da qualidade dos rebanhos)

Você sabia?

– Dia 12 de outubro comemora-se o Dia do Agrônomo por causa da primeira regulamentação da profissão, que aconteceu em 12 de outubro de 1933.

“Engenharia Agronômica, Cultive a Vida “

Fonte da imagem shutterstock

Por: Matheus Mariano Conceição