Tudo sobre o curso de Engenharia Industrial

É a engenharia responsável pelos recursos necessários à produção industrial. O engenheiro industrial atua no chão de fábrica, que acompanha de perto a implantação e a manutenção da infraestrutura industrial, como redes de água, gás, pontes, esteiras rolantes, entre outras.

É esse engenheiro que organiza e administra as instalações industriais, desde a chegada da matéria-prima à fábrica até o controle de qualidade do produto final, seguindo o cronograma estabelecido. Esse é o especialista encarregado de fazer a ligação entre o engenheiro responsável pelo projeto de máquinas e o engenheiro de produção, que cuida da organização do trabalho.

O profissional de engenharia industrial analisa custos, gerencia a mão de obra e administra o uso de equipamentos e matérias-primas no processo produtivo. Ele pode se dedicar a diversos ramos das engenharias, como mecânica, madeireira, naval ou química.

Graduação:

Nos dois primeiros anos do curso de engenharia industrial concentram-se as disciplinas do ciclo básico das engenharias, tais como, álgebra, física, química, cálculo e informática.

O curso tem uma excelente base na área gerencial, com matérias de economia, administração, empreendedorismo e psicologia aplicada ao trabalho. As disciplinas  profissionalizantes são ministradas a partir do terceiro ano, elas podem variar com a habilitação escolhida, podendo ser a indústria madeireira ou mecânica.

Cerca de metade da carga horária é em laboratório.

Possíveis especializações:

O engenheiro industrial pode se especializar nas mais diversas áreas, como, por exemplo, maquinas e equipamentos, processos industriais, planejamento e controle da produção, entre outras.

Mercado de trabalho:

Por se tratar de um profissional “generalista”, o engenheiro industrial pode trabalhar nos setores petrolífero, cosmético, farmacêutico, tecnologia, autopeças, entre outros.

O crescimento da indústria aquece esse mercado. Há também a possibilidade da demanda nos setores de telecomunicações, geração de energia, obras portuárias e indústrias automobilística.

Fonte da imagem shutterstock