Uma das principais instituições financeiras do mundo acaba de anunciar planos para deixar de financiar projetos de petróleo e gás. No One Planet Summit, o Banco Mundial anunciou oficialmente que vai deixar de financiar petróleo e gás a partir de 2019. O anúncio faz parte de seus esforços para ajudar os países em desenvolvimento a cumprir os objetivos do Acordo de Paris .

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, juntamente com o presidente francês, Emmanuel Macron e o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, reuniram líderes mundiais na One Planet Summit para trabalhar na ação sobre mudanças climáticas. Na ocasião, o Grupo do Banco Mundial fez vários anúncios, o primeiro dos quais foi sua decisão de deixar de financiar o petróleo e gás.

O movimento destina-se a ajudar os países em desenvolvimento a se aproximarem dos objetivos do Acordo de Paris. Pode haver exceções para alguns países; o Banco Mundial disse: “Em circunstâncias excepcionais, será considerada a possibilidade de financiar o gás nos países mais pobres, onde há um claro benefício em termos de acesso à energia para os pobres e o projeto se enquadra nos compromissos dos países em Paris”.

Em declarações de abertur, Kim pediu incentivos para a mudança, como “remover subsídios de combustíveis fósseis, introduzir preços de carbono, aumentar os padrões de eficiência energética e implementar leilões para energia renovável de menor custo”. Ele disse: “Todos os dias, as mudanças climáticas se tornam ameaças econômicas, social e existencial urgente a todos os países e a todas as pessoas. Precisamos de investimentos na casa de trilhões – não bilhões – para ter qualquer esperança de manter os compromissos que fizemos há dois anos. É disso que essa cúpula trata”.

O Banco Mundial também disse que está no caminho certo para atingir seu objetivo de dirigir 28% dos empréstimos para ação climática até 2020. Eles também pensam que irão atingir os objetivos de seu Plano de Ação de Mudança Climática, que busca auxiliar os países em desenvolvimento em energia renovável suficiente para alimentar 150 milhões de casas, ou 30 gigawatts.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.