A aldeia de Agome-Sevah, localizada em Togo, país africano tem chamado a atenção por causa da iniciativa de quatro mulheres que mesmo analfabetas colocaram a mão na massa para levar eletricidade ao local. A aldeia foi beneficiada pelo associação Dekamile, que coordenou o projeto de eletrificação solar.

A associação enviou quatro mulheres analfabetas da comunidade à Índia para realizar um treinamento por seis meses. “Quando retornaram, encomendamos componentes solares e quando este equipamento chegou à Agome-Sevah, as quatro mulheres fizeram as instalações em cada residência. No total, foram 153 famílias beneficiadas”, afirma Dethanou Logossou, secretário geral da Dekamile.

Antes a aldeia usava querosene como meio de se ter luz. Agora já podem carregar os telefones, podem ter eletrodoméstico e claro, outras facilidades que a energia nos proporciona.

Assim como ele, o projeto beneficia as condições de trabalho em geral na aldeia. A iluminação aumentou a segurança durante a noite, melhorou as condições sanitárias, a educação e a saúde. E quanto as mulheres que fizeram a instalação? Agora elas já estão aptas para abrir sua própria empresa de instalação de painéis solares.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.