Cerca de 24,8 milhões de quilômetros de estradas atravessam a superfície da Terra. E foram utilizados centenas de milhões de barris de petróleo para esse desenvolvimento. Com isso, o engenheiro Toby McCartney encontrou uma solução para esse desperdício de recursos naturais e o crescente problema da poluição global.

A empresa do engenheiro, a MacRebur, coloca estradas que são até 60 por cento mais fortes do que as as convencionais e duram 10 vezes mais – e são feitos com plástico reciclado.

As estradas da cidade exigem muita manutenção ao longo do tempo, enquanto o tempo as deteriora e os buracos se abrem. Enquanto isso, existem cerca de cinco trilhões de pedaços de plástico no oceano. McCartney então, apresentou uma solução para ambos os problemas. Ele transforma 100% de plástico reciclado em o que ele chama de grânulos MR6, substituindo o betume, o material usado para ligar as estradas (extraído do petróleo bruto) e vendido por companhias de petróleo como a Shell.

As estradas normais são constituídas por cerca de 90% de rocha, areia e pedra calcária, com 10% de betume. O processo da MacRebur substitui a maior parte do betume, usando resíduos de lixo doméstico, resíduos agrícolas e resíduos comerciais. Muito do lixo teria acabado em um aterro sanitário.

Nas plantas de asfalto, os grânulos de MR6 são misturados com rocha extraída e um pouco de betume, e um trabalhador da fábrica disse à BBC que o processo é realmente o mesmo “como a mistura da maneira convencional com adições em um produto de betume”.

McCartney foi inspirado a projetar estradas plásticas depois que a professora de sua filha perguntou à classe o que vive no oceano, e sua filha disse: “Plásticos”. Ele não queria que ela crescesse em um mundo onde isso fosse verdade.

A primeira estrada de MacRebur foi a própria calçada de McCartney, e agora as estradas da empresa foram colocadas no município de Cumbria, no Reino Unido.

 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.