Imagem: divulgação

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio de R$ 6,7 milhões para dois projetos de redes de recarga de veículos elétricos.  As iniciativas serão desenvolvidas por duas unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii):  Fundação CPqD – Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações e a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI).

As instituições vão desenvolver modelos de postos de recarga lenta (8 a 16 horas), semirrápida (2 a 4 horas) e rápida (até 1 hora). As estações também poderão ser colocadas em residências, shoppings, estacionamentos, postos de gasolinas e estradas.

O apoio aos dois projetos tem como objetivo de realizar o apoio a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação de empresas em colaboração com institutos de pesquisas e universidades, bem como promover a integração dos modelos de aumento à inovação.

O investimento se deve ao grande crescimento de veículos elétricos no mundo, tendo superado a marca de três milhões de unidades em 2017, resultando em um aumento de 50% em relação a 2016. E a infraestrutura de recarga é um dos principais gargalos para o desenvolvimento do setor. Nesse sentido, as operações do BNDES representam uma oportunidade para ampliação da frota de veículos elétricos no país.

Além do crescimento e ter um grande espaço no mercado para veículos elétricos, as políticas públicas e as metas de redução de emissões de gases poluentes adotadas pelos países tendem a acelerar o processo de ampliação ainda mais da frota de veículos elétricos.

Ei, não se esqueça de inscrever no canal do Engenharia é: no Youtube, e também nos siga no Instagram (@engenharia.e) para ficar por dentro das novidades.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.