Foto: Allan White / Fotos Públicas

Você sabia que a madeira encontrada no lixo pode ser reaproveitada como fonte de energia térmica? Uma pesquisa realizada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, provou isso.

Visando avaliar o potencial energético escondido no lixo das cidades brasileiras, o engenheiro florestal Carlos Rogério Andrade analisou e deu tratamento térmico a amostras de madeira utilizada em obras, móveis e outros itens do dia a dia. O material foi coletado em uma usina de reciclagem instalada em Piracicaba.

Entre os desafios enfrentados para o uso destes resíduos na forma em que se encontram, estão presença de contaminantes e a sua alta heterogeneidade, ou seja, objetos como pregos, parafusos, plásticos, dobradiças, entre outros, podem acompanhar os materiais coletados.

Para identificar existência de riscos ao ambiente e à saúde humana, os resíduos de madeira foram submetidos a análises específicas. “Foram verificadas a presença ou ausência de metais pesados, sulfetos, cianetos, fenóis, pesticidas e compostos nitrogenados”, explica ele. Os parâmetros encontrados ficaram abaixo do limite estipulado pelas normas técnicas, sendo que, em alguns casos, não foram sequer detectados.

Saiba mais em: Jornal da USP.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.