A SunPower alcançou um aumento de eficiência de 15% em seus painéis, em parte, incorporando um novo design. Por apenas $9 a placa solar, os painéis solares da série P do fabricante sedeado em San Jose podem ser estruturados como telhas, maximizando a exposição direta à luz solar e aumentando assim a sua eficiência.

Muitos dos novos projetos incorporados ao painel solar da série P foram criados pela Cogenra, um produtor de painéis solares com sede em Fremont, na Califórnia, que foi adquirido pela SunPower em 2015. Devido a esse aumento de eficiência através de um ajuste de projeto relativamente simples, a produção da SunPower subiu 12%, enquanto os investidores reconheceram o potencial de lucro desses novos painéis.

Embora a SunPower tenha tido problemas para alcançar a rentabilidade nos últimos anos, seus novos projetos são promissores. Ao contrário dos projetos anteriores da empresa, os painéis solares da série P utilizam células solares de menor eficiência e compensam a perda de eficiência através do seu design. Ao cortar as células solares, o espaço entre as células é reduzido, permitindo que mais células sejam incluídas em cada painel. Como resultado, quase 100% do painel é coberto com células solares.

A série P também incorpora um design que reúne fitas e bandas de solda na parte traseira do painel, mais uma vez fazendo espaço para células solares adicionais voltadas para o sol. Esta inovação e outras permitiram à série P obter um preço de produção muito mais acessível. Os investidores já haviam manifestado sua preocupação com o alto investimento de capital necessário para a construção de novas fábricas SunPower e o alto custo de seus painéis anteriores.

Para se preparar para uma participação mais ampla no mercado, a SunPower, em colaboração com a Dongfang Electric e a gigante de silício Zhonghuan Semiconductor, construirá o que se espera ser a maior instalação de fabricação solar do planeta. Este projeto conjunto foi apelidado de DZS Solar.

 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.