Dhow in Gulf of Oman, Musandam, Oman

Robôs submarinos exploraram a costa de Omã e fizeram uma descoberta curiosa esta semana: a maior zona morta do mundo, uma área do tamanho da Escócia. Enquanto os cientistas já sabiam que havia uma zona morta no Golfo de Omã, eles não tinham idéia de quão ruim era, até agora.

Cientistas da University of East Anglia e Omã, Sultan Qaboos University, lançaram robôs submarinos para explorar a zona morta, e eles publicaram suas descobertas na revista Geophysical Research Letters. “Nossa pesquisa mostra que a situação é realmente pior do que se temia – e que a área da zona morta é vasta e crescente”, disse Bastien Queste, que liderou a pesquisa. “O oceano é sufocante.”

A zona morta é um lugar onde o oxigênio é escasso por causa da mudança do clima e/ou condições químicas da terra. Vida marinha requer oxigênio para viver, e assim, nessas áreas, nada pode sobreviver. “É um problema ambiental real, com consequências desastrosas para os seres humanos, também, que dependem dos oceanos para alimentar e gerar emprego”, disse Queste.

Robôs se aventuraram 1.000 metros debaixo d’água no Golfo de Omã e passou oito meses coletando dados.

Os robôs identificaram que existe a zona morta entre a profundidade de 200 e 800 metros, ocupando uma zona maior do que a Escócia, e continua a crescer. A menos que resolvam o problema, que na qual poderá ter enormes consequências para a vida dentro e fora do mar.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.