Imagem: Pixabay

Uma das maiores desvantagens da energia eólica é que mata muitos pássaros e morcegos, pois estes colidem sobre as grandes lâminas das turbinas. Pesquisadores do Laboratório Nacional do Pacífico Noroeste estão atualmente trabalhando em um software de imagem térmica que pode ajudar a proteger aves e morcegos em torno de turbinas eólicas offshore.

O software de código aberto chamado ThermalTracker foi projetado para identificar aves e morcegos gravados durante a noite. Espera-se que essa tecnologia ajude as autoridades e os desenvolvedores a avaliar a adequação de um local offshore para a construção de turbinas eólicas.

A produção de energia limpa através do uso de turbinas eólicas traz inúmeras vantagens em termos de sustentabilidade, emprego e benefícios econômicos. No entanto, as grandes lâminas de turbinas eólicas são notórias por ser responsável pela morte de muitas criaturas aviárias. Um número estimado de 300.000 aves morrem a cada ano devido a colisões de turbinas eólicas. E, embora seja uma pequena fração que contribua para as causas gerais das mortes de aves em todo o mundo, ainda é uma questão ambiental significativa que precisa ser abordada.

Pesquisadores do Laboratório Nacional do Pacífico Noroeste (PNNL) então desenvolveram o ThermalTracker . O software open-source usa a mesma tecnologia de visão noturna que os soldados usam para ver no escuro.

Shari Matzner, engenheira da PNNL e líder da equipe do projeto de desenvolvimento do ThermalTracker, observou que a tecnologia do software de visão noturna é especificamente benéfica para a indústria eólica.

“O ThermalTracker pode ajudar os desenvolvedores e reguladores a tomar decisões informadas sobre a implantação e operação de projetos eólicos offshore. Precisamos de ferramentas científicas como esta para entender melhor como as turbinas eólicas offshore podem existir sem atingir pássaros e morcegos”.

O código fonte da tecnologia da visão noturna está disponível gratuitamente. A versão mais avançada do ThermalTrack ainda está em desenvolvimento. A Matzner e sua equipe usarão os dados coletados pelo BRI durante seus testes de campo para aprimorar a configuração dos algoritmos do software. Ao fazê-lo, o ThermalTracker poderá determinar definitivamente aves e morcegos a partir de vídeos em 3D.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.