A Uber quer que Londres seja a primeira cidade onde todos os seus táxis possam ser elétricos até 2025. Este projeto faz parte dos esforços generalizados da capital britânica para baixar os níveis de poluição.

A Uber também quer mais detalhes sobre o homicídio aos jornalista Jamal Khashoggi, que terá ocorrido na embaixada da Arábia Saudita em Istambul. A Arábia Saudita tem investidores no serviço Uber, e a empresa considera que este caso poderá afetar estas ligações de negócio.

Há cerca de um ano atrás, após diversas pressões, a Uber perdeu a sua licença para fazer negócio na capital da Inglaterra. Esta licença foi reconquistada recentemente, e a Uber quer entrar com tudo no mercado inglês.

Londres será a primeira cidade a contar com uma frota da Uber totalmente elétrica. “O Mayor de Londres apresentou uma visão forte para atacar a poluição na capital e nós estamos determinados em fazer o que conseguirmos para ajudar,” afirmou Khosrowshahi,diretor executivo da Uber.

Esta estratégia, vai além das preocupações ambientais, mas também se enquadra num contexto em que a empresa procura estabelecer-se na “boa fé” dos reguladores dos seus principais mercados. A Uber tem encontrado oposição por todos “taxistas convencionais”, e diversos corpos legislativos apertados tem estado avançados para tentar equilibrar ambos os lados.

Agora, é esperar para que mais cidades tenham esse projeto para ajudar ainda mais o meio ambiente.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.