Rafael Marcelino Lôbo, de 30 anos, é professor de geografia mas decidiu deixar o emprego para realizar o sonho de ser engenheiro. Rafael graduou-se em engenharia civil. De Goiânia, ele conta – ao G1, TV Anhanguera –  que concluiu o curso em junho deste ano, para tanto, já mandou mais de 500 currículos para empresas de todo o país e ainda não conseguiu sua primeira oportunidade de trabalho como engenheiro civil.

“Com a idade que estou, recomeçar pelo fato da sua profissão não estar te agradando mais, não é nada fácil. Ainda mais porque o mercado de trabalho já não te olha com bons olhos”, afirma Rafael ao G1.

Rafael também conta que que decidiu que era a hora de trocar de carreira quando não encontrou na função de professor a realização pessoal que almejava. Foi aí que ele voltou para a sala de aula, mas como aluno.

Durante o curso de engenharia, Rafael chegou a fazer estágios na área em busca de experiência. Mas mesmo depois de formado, ele diz que encontra muitas dificuldades para conseguir o tão sonhado emprego.

Por outro lado, a supervisora do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee-GO), Vanildes Rabelo, diz que a situação de Rafael mostra quais são os desafios dos recém-formados no país.

Apesar das  muitas dificuldades, Rafael garante que não vai desistir do objetivo de trabalhar com engenharia civil.

“Meu sonho de colocar em prática o que eu aprendi na faculdade é muito grande”, conclui.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.