O rápido fluxo de pessoas em direção às cidades representa desafios enormes para os governos. Esses desafios surgem a partir da necessidade de atender demandas de serviços adequados para população.  As chamadas cidades inteligentes, conhecidas também pelo termo em inglês smart cities, usam tecnologias para planejar uma cidade criativa e sustentável que atenda as necessidades e supere os desafios impostos pelo crescimento das cidades.

Muitas ideias são futuristas e parecem utopia, mas já são realidade. Um bom exemplo do conceito visto na prática são os diversos sensores em Songdo, na Coreia do Sul. Distribuídos em vários locais, Songdo é uma cidade planejada para conseguir monitorar diversas atividades, desde sistemas de coleta de lixo até o fluxo de estradas. 

Com ajuda da tecnologia, Sogdo consegue melhorar a estrutura da cidade, sendo capaz de detectar um congestionamento de carros e reprogramar os semáforos. Além disso, a cidade tem um sistema de lixo inteligente: a coleta é feita pelo subterrâneo, saindo diretamente da cozinha das pessoas e viaja por uma rede de túneis que o leva a uma central de processamento, onde é automaticamente tratado, reciclado ou transformado em energia.

O Smart City É trabalha o conceito de cidades inteligentes com objetivo de mostrar que já é realidade em algumas partes do mundo. Para ficar por dentro do conceito, sugerir pautas, informar sobre eventos ou entrar em contato, basta se comunicar pelo email portalsmartcitye@gmail.com e visitar o site www.smartcitye.com. 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.