Aeroporto de Salvador. Crédito Will Recarey

Com obras de ampliação e modernização, o Aeroporto de Salvador, na capital baiana, terá sua área aumentada em mais de 20 mil metros quadrados, proporcionando melhorias significativas na circulação de passageiros. Para isso, várias mudanças estão no projeto aprovado pela VINCI Airports, empresa que administra o terminal, desde janeiro deste ano e com previsão de conclusão da primeira fase da obra em outubro de 2019. Entre elas, a construção de novas pontes (fingers) de embarque, mudanças no setor de check-in e de pré-embarque, entre outras melhorias.

A Thyssenkrupp Elevadores integra este importante projeto com o fornecimento de elevadores, escadas/esteiras rolantes e fingers que serão instalados nos novos terminais, elevando o patamar de excelência do Aeroporto de Salvador no transporte de passageiros. Ao todo são 30 equipamentos, que além de garantir a mobilidade e o conforto dos usuários do aeroporto, vão contribuir com a sustentabilidade do projeto, pois economizam energia e atendem às normas de acessibilidade.

Os 11 elevadores, por exemplo, são do modelo synergy, sem casa de máquinas, diferencial que otimiza espaços, e as máquinas de tração são sem engrenagens, isto é, apresentam melhor desempenho e não precisam de óleo, contribuindo para a preservação do meio ambiente. Os elevadores têm capacidade para transportar até 26 pessoas e operam na velocidade de um metro por segundo.

Para ampliar a capacidade de deslocamento das pessoas no aeroporto, também serão instaladas nove escadas rolantes da linha Velino, que fazem parte da nova geração que a Thyssenkrupp projetou especialmente para atender empreendimentos com intenso fluxo de pessoas, como é o caso do Aeroporto de Salvador. Com moderno acabamento, têm deslocamento suave, menor consumo de energia e capacidade de transportar até 9 mil pessoas por hora.

Além das escadas, os novos terminais vão contar com duas esteiras rolantes iWalk, a mais eficiente tecnologia para esta categoria de produto e as primeiras de Salvador. As esteiras apresentam mecanismos projetados para reduzir a necessidade de lubrificação, pois os mecanismos de tração dos degraus não utilizam correntes, reduzindo a necessidade de lubrificação. Também consomem menos energia, pois um sistema inteligente possibilita que o equipamento fique quase parado quando não está sendo usado, aumentando a velocidade gradativamente somente quando um usuário pisa no degrau.

E para garantir o embarque e desembarque seguro dos passageiros entre as aeronaves e o saguão do aeroporto, os novos terminais contarão com oito fingers do modelo Apron Drive que estão nos principais aeroportos do mundo como Frankfurt, Londres, Los Angeles, Madri, Miami, Moscou Munique, Nova York, Paris, Toronto, Zurich, dentre outras cidades.

A Thyssenkrupp é a marca presente nos principais aeroportos do país, como o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo; RIOgaleão  – Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro; Aeroporto Internacional de Brasília, na capital federal; e também o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, localizado em Confins, Minas Gerais.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.