Depois de três anos de obras, este ano a linha de comunicação quântica de 712 quilômetros entre a província de Anhui e o município de Shanghai, no leste da China, entrou em serviço. Ela se tornou a rede segura de telecomunicações quânticas mais larga do mundo em uso. As informações são da Agência de notícias chinesa Xinhua.

O sistema de comunicação quântica utiliza fótons (uma partícula fundamental do campo eletromagnético) para enviar as chaves de encriptação necessárias para decodificar a informação. Com isso, os dados contidos nesses fótons são impossíveis de interceptar, já que qualquer tentativa de espionagem provocaria sua autodestruição.

As linhas de comunicação quântica têm uma segurança extremamente alta. É impossível intervir, interceptar ou eliminar a informação transmitida através das linhas. Especialistas de 18 países foram testemunhas de uma videoconferência segura entre Hefei e Shanghai via linha quântica durante uma recente conferência internacional sobre este tipo de tecnologia.

A nova linha de comunicação quântica chinesa recém-ianugurada faz parte de uma rede  quântica que conectará a capital Pequim a Shanghai, afirmou Chen Yu’ao, professor da Universidade de Ciência e Tecnologia da China e engenheiro-chefe do projeto. Ao todo, a rede contará com 11 estações, de acordo com Chen. Espera-se que a construção da conexão entre Pequim e Shanghai esteja concluída no final deste ano.

Em agosto desse ano, a China lançou com êxito o primeiro satélite quântico do mundo, batizado de de “Micius”, em homenagem a um filósofo e cientista chinês do século V a.C.   A futura linha Pequim-Shanghai se conectará ao satélite quântico através sua estação na capital chinesa, que ativará a rede de comunicação quântica entre o espaço e a Terra.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.