Vermes são criaturas estranhas, primitivas, que parecem simplesmente se contorcer sem rumo. No entanto, esse comportamento simplista é exatamente o que procuramos em nossos esforços para digitalizar um cérebro vivo.

Os pesquisadores conseguiram recentemente colocar uma cópia do cérebro de um Caenorhabditis elegans, ou C. elegans em um robô. É o cérebro digital de um verme num chip de computador em um robô. O pequeno é um cérebro simulado navegando por conta própria. Bem, navegando da melhor maneira que um “vermerobô” faz.

Os cientistas colocam sensores nos “narizes” e “caudas” de seus robôs, então, se eles encontrarem uma parede, eles sabem se virar, assim como os vermes. No entanto, tão simples como esse robô parece ser, chegar a este ponto não foi um feito fácil. Os pesquisadores passaram décadas olhando para cada célula nos C. elegans e em como cada célula trabalha com as células ao redor.

Em seguida, outros pesquisadores construíram um programa que poderia imitar essa interação. Eles poderiam fazer isso, porque os cientistas têm um mapa completo de cada célula no C. elegans e suas funções. São cerca de 1000 células e todos os 302 neurônios desse pequeno verme. Depois de digitalizar como cada célula e neurônio interagem, você possui a versão digital do cérebro C. elegans! Incrível né? Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.