bombeiros

Um projeto científico europeu está desenvolvendo um robô capaz de intervir em incêndios e situações extremas. O protótipo vai ser testado em Dortmund, na Alemanha, por uma equipe composta por bombeiros, especialistas em inteligência artificial e engenheiros.

A maior vantagem do robô desenvolvido é a capacidade de avaliar os riscos em situações de fraca visibilidade. A máquina possui vários sensores e é controlada através de uma rede sem fios.

“O aspeto mais inovador do nosso projeto é a câmara radar. Trata-se de um conjunto de antenas e receptores que emitem e recebem feixes dos radar e tentam reconstruir uma imagem 3D do ambiente, a partir dos feixes”, explicou Erik Schaffernicht, pesquisador de Inteligência Artificial, da Universidade de Örebro, na Suécia.

Até agora, não havia robôs capazes de intervir em ambientes com poeiras e fumaças. Além de visualizar o terreno, a máquina é capaz de identificar os odores.

“O nariz do robô está escondido nestas caixas imperceptíveis na parte de trás. O robô é capaz de cheirar porque em caso de incêndio pode haver substâncias químicas perigosas no ar, é algo que precisamos saber”, acrescentou o pesquisador.

Em condições extremas, os sensores tradicionais e as câmaras de vídeo não funcionam. Por isso, o novo sistema recolhe e combina vários tipos de informações para criar uma representação do espaço, apesar da falta de visibilidade.

“Os dados recolhidos incluem informação sobre o aspecto em 3D da casa, a temperatura e a presença de gases nas diferentes partes dela. São aspetos muito importantes para os bombeiros, que podem entrar no edifício, correndo menos riscos”, sublinhou Achim J. Lilienthal, cientista da computação e coordenador do projeto Smokebot.

O projeto de pesquisa  Smokebot reúne pesquisadores de três países, Alemanha, Reino Unido e Áustria. Por enquanto, o robô está em fase de testes, para, um dia, poder ser um aliado precioso dos bombeiros.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.