Engenheira cria sistema de refrigeração que transforma calor do Sol em frio

(Imagem: Invdes)

Manter os alimentos frescos não é nada fácil em países quentes que carecem de infra-estrutura. Uma pesquisadora mexicana já desenvolveu um sistema de refrigeração que não usa substâncias nocivas para o meio ambiente e é alimentado pelo sol, e pode manter a água a 9°C por até três meses.

Com essa temperatura é possível conservar alimentos, mas o objetivo é chegar a 5º C, o que tornará possível conservar pescado sem desnaturar as proteínas do peixe.

Desenvolvida por Susana Elvia Toledo Flores, do Instituto de Ciências da Universidade de Puebla no México, o dispositivo trabalha com zeolitas um mineral altamente poroso.

Durante o dia “se produz o aquecimento, a deadsorção e o período de condensação. A energia solar aquece a zeólita e aumenta a pressão de vapor do metanol. Este refrigerante se condensa e é conservado em um tanque que alimenta o evaporador,” explica a engenheira.

Durante a noite o processo se inverte, tendo lugar a evaporação, adsorção e o resfriamento. “A temperatura da cama adsorvente diminui depois do pôr-do-sol, por isso a pressão do refrigerante se reduz e ocorre a evaporação, enquanto o adsorvente é esfriado. Durante este período o refrigerante começa a evaporar e é novamente adsorvido pela zeólita, gerando o esfriamento. O processo de adsorção continua toda a noite, até a manhã seguinte,” segundo a pesquisadora.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.