Táxis robóticos (robotaxis) e elétricos são uma possibilidade real. As tendências em transporte, energia e demografia indicam que os veículos do futuro irão operar de forma autônoma, com eletricidade ao invés de combustíveis fósseis e serão compartilhados em vez de propriedade privada.

Mas antes de começar a compartilhar viagens a bordo desses carros elétricos e autônomos, precisamos carregá-los, algo que, no momento, é um desafio. Nos EUA, por exemplo, existem apenas cerca de 20.000 postos de gasolina em comparação com as mais de 125.000 estações de serviço para carros convencionais. A empresa global de consultoria estratégica McKinsey prevê que as principais economias (China, Europa, Índia e EE. UU.) Vão investir mais de 47.000 milhões de euros em carregamento e infra-estrutura antes de 2031 para assumir a demanda de 140 milhões de veículos elétricos.

Há também a questão de quem será responsável por recarregá-los. Táxis autônomos, por definição, não terão motoristas humanos para manipular os cabos de carga longos e grossos.

A start-up WiTricity acredita que a melhor maneira de abordar o problema é através do carregamento de ressonância magnética sem fio. Essa tecnologia aproveita a força da rede elétrica por meio de um cabo que a adquire e a utiliza para alimentar uma bobina de cobre localizada no solo, o que cria um campo magnético. Quando uma segunda bobina de cobre localizada na parte inferior do carro se aproxima desse campo magnético, uma corrente elétrica é gerada no veículo com o qual as baterias do carro podem ser carregadas.

Então, para carregar um veículo elétrico, basta estacioná-lo em uma estação de recarga e esperar algumas horas. WiTricity diz que este método é tão eficiente quanto inserir um cabo de carregamento diretamente em um carro.

A WiTricity não é a única empresa que trabalha com sistemas de carregamento de ressonância magnética sem fio. Mas a empresa sustenta que sua tecnologia será compatível com qualquer marca ou modelo de carro e inclui importantes recursos de segurança (por exemplo, o carregador é desligado automaticamente se uma criança ou animal é colocado entre as duas bobinas) e sua capacidade de transmissão de energia Funciona através de asfalto ou pavimento. 

Além disso, a WiTricity explica que seus carregadores podem ser instalados em estacionamentos, garagens e ruas sem a necessidade de manutenção freqüente, sem preocupações com segurança ou se tornando um alvo para ladrões de cobre.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.