Quem já acessou o Tinder sabe que a ideia do sistema em si(a lógica do match) pode ser aplicada em diversos outros aplicativos e é isso o que tem acontecido. Mas, agora o próprio Tinder resolveu usar a premissa do sistema para criar um híbrido de Tinder com Linkedin.

É desta forma que o Tinder, aplicação multiplataforma de localização de pessoas para encontros românticos online cruzando informações do Facebook e do Spotify, classifica a sua mais recente proposta.

O Ripple, como é chamada esta ferramenta, herda do Tinder o popular sistema de interação que a torna numa aplicação de referência no gênero, e do Linkedin herda a possibilidade de acrescentar um lado profissional a atividade. De acordo com os responsáveis do Tinder, esta é essencialmente uma solução para promover o networking, muito mais do que uma forma de promover encontros românticos.

Segundo o The Verge, o Ripple apenas vai permitir ligação com pessoas que aprovem essa solicitação e estará focada em ligações segundo uma proximidade geográfica. A diferença para a app de relacionamento é que o Ripple procura minimizar o foco nas fotos, colocando mais informações de texto nos quadros sobre os usuários – como histórico de trabalho, habilidades, educação, ligações mútuas e eventos em que você foi, promovendo assim um maior conhecimento de pessoas da sua área.

Eu achei sensacional a ideia, e vocês? Usariam esse sistema?

O app está disponível nas plataformas iOS e Android.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.