Nos últimos dias, o que mais se tem falado no sites de tecnologia foi sobre a vulnerabilidade do WhastApp. Criminosos estão invadindo perfis de WhatsApp para subornar amigos e familiares das vítimas. Na maioria das vezes, com auxílio de funcionários de operadoras telefônicas, os golpistas clonam o número da vítima e tiram o celular da área de cobertura, até ser temporariamente transferido para o chip do criminoso. Dessa forma, eles tem tem acesso aos contatos e dados da vítima, até históricos de conversas.

Como funciona o golpe de clonagem

Durante a transferência, o celular fica sem sinal no chip. Ao voltar a usar o celular, a vítima deve fazer uma nova verificação no WhatsApp, lembra quando você instalou o aplicativo? Então, acontece a mesma coisa.

Como o celular está sem sinal, o usuário não consegue receber o SMS de verificação – que vai direto para os criminosos, por conta da interceptação de funcionários da operadora.

E agora, como me proteger? 

Para se proteger de tipo de fraude, o WhatsApp liberou uma atualização que permite fazer a verificação em duas etapas.

998-19870262_300x250_GMA-US

Com o aplicativo aberto, vai em “Configurações” no canto superior direito. Em “Conta”, pressione “Verificação em duas etapas”.

Pronto! Depois disso, o aplicativo vai pedir para você inserir uma senha de 6 dígitos e um e-mail. A senha será solicitada sempre que tiver que registrar o número de telefone novamente – algo que pode acontecer quando você trocar de de celular, por exemplo.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.